Zézé Camarinha Frases Célebres - Frases Zézé Camarinha

Aqui fica! Para uma lista de frases célebres do famoso arquiteto Zézé Camarinha!

Comentários

  • "Eu na outra reencarnação devo ter sido penso isofrenico, daquelas da Evax ou da Insónia, pois adoro andar entre as pernas das mulheres!"-(Sic Radical-2002)

  • OK estou curioso com a performance deste tópico?

  • OK Vamos lembrar aqui as regras do fórum - Desrespeito de figuras públicas ou particulares não é permitido!

  • 'A nossa juventude e uma desgraça! Só tenho pena de eu andar sozinho neste jogo do engate aqui no Algarve! A juventude hoje em dia só pensa em drogas, e em futebol! Tenho pena de não deixar nenhum sucessor!'

    Zézé Camarinha

    entrevista na Sic, no programa do Zé Figueiras em 2003

  • editado March 20

    "Eu arranjei nesta praia, passaportes para toda a Europa! Sou como os jogadores da bola, trabalho no verão, para ir a Europa no Inverno! As 'camones' quando chegam ao aeroporto de Faro, já trazem a minha foto na mão, aconselhadas pelas amigas!"
    Zézé Camarinha
    TVI / 2000

  • editado March 20

    'Já apanhei grandes malucas na cama! Algumas gostavam que eu lhes arriasse nas nádegas durante o acto sexual! Tinham essa tara, e eu tinha de lhes fazer o gosto'

    Zézé Camarinha
    TVI / 2000

  • editado March 20

    'Quando não conseguir levantar o pessegueiro? Recorro ao Viagra! Vergonha? Vergonha e roubar e não conseguir fugir!'

    Zézé Camarinha
    SIC / 2001

  • editado March 20

    'Eu sou como o Jardel, em frente á baliza nunca falho, e golos de cabeça e a minha especialidade... e olhe que o Jardel já falhou muitos golos de cabeça, ao contrario de mim!'

    Zézé Camarinha
    SIC / Noites Marcianas / 2001

  • 'Quando morrer quero que o meu pénis seja embalsamado e cremado, e que as cinzas sejam espalhadas por estas praias do Algarve desde Lagos a Faro que e o meu território de caça! Deste modos as praias serão purificadas...Claro que haverá cinza suficiente!'

    Zézé Camarinha
    SIC / 2002

  • 'Eu costumo dizer que sou massagista para ver se me toca alguma coisa, também lhes digo que sou astrólogo para lhes ler a sina. Se nenhuma destas resultar digo que sou fotografo...'

    Zézé Camarinha
    A descrever técnica de ’meter conversa’ / TVI-2000

  • 'Já fui para a cama com mais de 1500 mulheres, devo estar quase a chegar a mulher 2000! Quando isso acontecer, dou uma festa no meu bar no Algarve!'

    Zézé Camarinha
    SIC / 2003

  • 'Tenho mulheres que choram para eu ir lá a casa delas tirar-lhes as cócegas! Os maridos são uns bêbedos que lhes batem sem do nem piedade!'

    Zézé Camarinha
    Jornal Tal e Qual / 2002

  • ’É evidente que já não dou dez seguidas como dava antigamente! Quando era novo dava mais de 50 num só dia, agora devo andar na casa das 20 ou 25 por dia, o que e bem bom para a minha idade!’

    Zézé Camarinha
    Jornal Tal e Qual / 2002

  • editado March 20

    ’Você duvida da minha machidade? Eu sou mesmo macho e tudo o que digo faço! Se duvida vamos ali para trás do cortinado e tira as duvidas! Nem precisa esgalhar-me o pessegueiro, a alavanca sobe automaticamente!’

    Zézé Camarinha
    Acusado pela Paula Coelho, apresentadora do Sic Notícias, de ser ’Muita Parra e Pouca Uva’.

  • 'Crime(tradução do Português para a palavra créme) namber faive!'

    Zézé Camarinha
    Aconselhando uma turista a espalhar o creme bronzeador 5
    TVI / 2000

  • 'Quem sou eu? Sou o último dos machos latinos, que tem o sangue de macho a escorrer nas veias, que sente orgulho em ser homem para satisfazer as tão necessitadas mulheres que me chegam as mãos de todos os cantos do mundo!'

    Zézé Camarinha
    TVI / 2000

  • ’Tenho prazer em galantear as mulheres, em meter conversa com elas! Elas ate me pagam para eu lhes satisfazer! O BMW que tenho foi-me oferecido por uma chinesa boa como o milho que dizia que o marido não lhe satisfazia pois tinha uma P*** microscópica!

    Zézé Camarinha
    SIC / 2002

  • Quando era miúdo a minha mãe que era cozinheira num restaurante aqui da Praia de Portimão, dava-me óleo de fritar o peixe, depois bronzeava-me com ele e punha uma toalha aqui e outra lá ao fundo onde vê aquele chapéu de sol da Sprite...Tudo o que fosse camone e invadisse este espaço, marchava logo!'

    Zézé Camarinha
    TVI / 2000

  • 'Why don't you go to the beach? You're very white!'

    Zézé Camarinha
    Abordando uma turista nas ruas de Portimão
    TVI / 2000

  • 'Tou farto de portuguesas! Um gajo para lhes saltar em cima tem de mostrar o B.I e nem isso chega! As camones olham para ti, e tu sabes logo que elas querem-te comer ate ao ultimo ossinho, e acreditem que eu tenho muito para ser comido!'

    Zézé Camarinha
    SIC / 2003

  • 'Por vezes vou até a uns hotéis, e como conheço lá os empregados, pergunto sempre se a ultima fornada de mulheres que lá chegaram vale a pena... Se forem pitinhas daquelas que só pensam em discotecas e fumar ganzass, bazo logo! Prefiro gajas mais maduras!'

    Zézé Camarinha
    Jornal Tal e Qual 2001

  • Nunca dormi com homens a troco de um relógio!

    Zézé Camarinha
    Revista TV Guia

  • 'Não sei quem é que inventou essa, nem me interessa. Nunca dormi com homens! Por amor de Deus! Com mulheres muitas, todas as semanas. Mas agora já assentei, já estou velho. Antes dava mais importância ao sexo, agora dou mais valor aos sentimentos e à estabilidade emocional'

    Zézé Camarinha
    Programa Big Brother

  • 'A minha mulher ensinou-me a ver a vida de outra maneira.'

    Zézé Camarinha
    Na sua gelataria ao lado da sua mulher

  • 'Nunca matei ninguém! Não sou violento nem nunca tive problemas com a justiça. Mas se querem saber toda a verdade vão ao tribunal e vejam o meu registo criminal. Custa muito ver uma pessoa que é do meu sangue andar a inventar mentiras sobre mim e a falar mal do próprio irmão.'

    Zézé Camarinha
    Programa Big Brother

  • 'Quarenta anos depois estou cansado. Gosto e vou gostar sempre de mulheres, mas para mim chega!
    O mundo está diferente mas há coisas que nunca vão mudar. As Camones vão sempre gostar de rapazes novos, vão querer sempre carne fresca. Não estou velho, nem para lá caminho, mas acho que o meu tempo de playboy acabou. Já não tenho vida, nem paciência, para fazer certas tropelias que em tempos protagonizei. Hoje olho para os episódios que relato neste livro, lembro-me dos outros que não couberam aqui, e rio de satisfação. Tive uma vida fantástica. Corri o mundo, tive mulheres lindíssimas e diverti-me bastante. Agora chegou a hora de arrumar as botas, ou, neste caso, os calções de praia.
    Tenho uma vida nova pela frente, agora que deixei de ser playboy.
    Espero que este meu testemunho sirva para inspirar todos aqueles que ainda gostam de mulheres. Foram elas que sempre me moveram e são elas a coisa mais maravilhosa no mundo. Não sei como viveria sem elas. É às mulheres que dedico este livro.'

    Zézé Camarinha
    No seu livro - Zézé Camarinha- O Último Macho Man Português

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.