Portugueses na Alemanha - Comunidade Portuguesa na Alemanha - Portugueses pelo Mundo

editado July 17 em Alemanha

Abrimos a categoria com este tópico dedicado a comunidade Portuguesa a viver e trabalhar na Alemanha, não só para emigrantes Portugueses a viver permanentemente na Alemanha, mas também a todos os que tenham interesse em viver e/ou trabalhar na Alemanha. Existe uma comunidade Portuguesa de dimensão considerável a viver na Alemanha, este tópico serve para apresentações, promoção de eventos culturais, convívio assim como pontos-de encontro para Portugueses e todos os que falem Português ou simplesmente tenham interesse na cultura Portuguesa presente na Alemanha, vamos eventualmente expandir o fórum para acomodar um diretório de negócios Lusófonos como restaurantes Portugueses e lojas de produtos Portugueses na Alemanha. Entretanto aceitamos sugestões dos nossos membros para como expandir o nosso fórum.

Emigrantes Portugueses na Alemanha
Lusodescenentes na Alemanha
Imigrantes na Alemanha
Emigrantes a Viver na Alemanha
Portugueses a Viver na Alemanha
Viver e Trabalhar na Alemanha
Emprego na Alemanha
Portugueses na Alemanha

Seria excelente se a comunidade Portuguesa na Alemanha ajudasse os nossos membros a saber como é viver e trabalhar na Alemanha. Descubra como vivem e trabalham os portugueses como é viver na Alemanha etc. A Alemanha continua a ser um pais de eleição para muitos Portugueses que decidem trabalhar nesse pais que partilha fronteiras com com a França, , Luxemburgo, Bélgica, Dinamarca, Países Baixos, Suíça, Áustria, Polónia e a República Checa e conta com 82 milhões de habitantes, entre os quais uma comunidade Portuguesa numerosa. A Alemanha conta também com uma taxa de desemprego muito baixa(taxa de desemprego na Alemanha é apenas de 5,4%) e e também a maior economia da Europa, oferecendo muitas oportunidades para emigrantes, visto que o crescimento económico e exemplar e existem diversas vagas de emprego nas mais variadas industrias visto que as empresas alemãs não são conseguem facilmente preencher todas as ofertas disponíveis, a Alemanha está a sempre a recrutar novos profissionais entre os quais Portugueses, Polacos, Espanhóis, Franceses entre muitos outros profissionais europeus, para enfrentar a falta de mão-de-obra nacional ou pouco por toda a Alemanha.

Não acerca de viver e trabalhar na Alemanha, queremos saber mais sobre a comunidade, desde eventos culturais a informação geral, custo de vida, pontos de encontro, etc.

Comentários

  • Vamos desenvolver um pouco mais esta categoria dedicada a comunidade portuguesa na Alemanha, temos consciência que não temos dedicado muito tempo a desenvolver o nosso fórum nos últimos meses mas recebemos também emails de portugueses e brasileiros a viver na Alemanha com diversas sugestões. Vamos tentar seguir o contexto e estamos mesmo prestes a recrutar mais um membro Admin. Obrigados

  • Bom vou sugerir mais uma vez a ideia de criar tambem um directorio de retaurantes Portugueses, lojas de productos Portugueses, dentro da categoria ou talvez num site separado.

  • @admin disse:
    Vamos desenvolver um pouco mais esta categoria dedicada a comunidade portuguesa na Alemanha, temos consciência que não temos dedicado muito tempo a desenvolver o nosso fórum nos últimos meses mas recebemos também emails de portugueses e brasileiros a viver na Alemanha com diversas sugestões. Vamos tentar seguir o contexto e estamos mesmo prestes a recrutar mais um membro Admin. Obrigados

    Sim, vou também desenvolver mais nas comunidades brasileiras, imaginos que tenha brasileiro na Alemanha, mas vou trabalhar antes nas categorias que conheco melhor

  • Queremos convidar a colaboração de comunidade portuguesa na Alemanha, para quem nos visita pela primeira vez, não somos apenas mais um expat forum qualquer com traduções para Português, somos um fórum expat verdadeiramente lusófono, nem sequer traduzimos os conteúdos para outras línguas. Convidamos todos os portugueses e luso-descendentes que se encontrem a viver, morar ou trabalhar na Alemanha a juntarem-se à nossa comunidade, assim como todos os expatriados que falem o Português a juntarem-se ao nosso fórum, mais que não seja para convivio.

  • @Pedro disse:

    @admin disse:
    Vamos desenvolver um pouco mais esta categoria dedicada a comunidade portuguesa na Alemanha, temos consciência que não temos dedicado muito tempo a desenvolver o nosso fórum nos últimos meses mas recebemos também emails de portugueses e brasileiros a viver na Alemanha com diversas sugestões. Vamos tentar seguir o contexto e estamos mesmo prestes a recrutar mais um membro Admin. Obrigados

    Sim, vou também desenvolver mais nas comunidades brasileiras, imaginos que tenha brasileiro na Alemanha, mas vou trabalhar antes nas categorias que conheco melhor

    Muito obrigado pela sua ajuda, queremos de facto organizar melhor o fórum, agrada-nos ver que já tivemos diversas sugestões em como melhor segmentar os tópicos, queremos ser mais do que um fórum para expatriados comos tantos que habitam a internet, queremos muito ter um foco na Lusofonia.

  • Há muitas oportunidades na Alemanha, e certamente muitos portugueses a viver na Alemanha desde há muitos anos.

  • Vamos certamente desenvolver mais a nossa plataforma, não so em relação à vida, dia-a-dia etc. mas também em acerca de estabelecimentos como restaurantes portugueses na Alemanha, etc.

  • Atenção - não somos uma agência de emprego sff não publique o seu currículum no fórum a pensar que somos uma agência de emprego, apenas discutimos condições de emprego, emigração etc. Não solicitamos nem facilitamos entrevista de emprego através do nosso sítio nem aceitamos responsabilidade se decidir partilhar os seus dados privados com outros membros do site, reporte á administração qualquer actividade ou solicitação suspeita. Estamos a considerar a possibilidade de anúncios de emprego no sítio mas actualmente não permitimos sem autorização espressa.

  • Bom, a nossa comunidade avança devagar mas é melhor assim, gostaríamos muito de saber mais acerca da comunidade portuguesa na Alemanha e mesmo que dos luso-descendentes que também são parte.

  • Imigrantes Portugueses na Alemanha, são uma comunidade numerosa? Tem um artigo bom nesse site:
    Os portugueses constituem uma das minorias nacionais mais duradouramente estabelecidas – se bem que não a mais visível ou numericamente significativa – na Alemanha. Apesar de uma permanência de várias décadas, que envolve reformas, filhos e netos nascidos na Alemanha, apenas uma muito reduzida percentagem de imigrantes portugueses e luso-descendentes obteve a dupla nacionalidade ou a nacionalidade alemã.1 O mesmo se aplica aos portugueses que entrevistámos em Hamburgo e na Baixa Saxónia durante várias visitas entre novembro de 2007 e abril de 2010. Aqui, a população portuguesa, distribuída por zonas rurais, urbanas e metropolitanas, ronda os 15 mil indivíduos. Projetos “míticos” (constantemente adiados) de um regresso a Portugal continuam a ser centrais nas narrativas dos mais velhos, tal como o são, entre muitos dos mais jovens, as aspirações a tentar uma carreira profissional em Portugal no futuro próximo, ou a gozar aí os anos da reforma, ainda distantes. De modo a examinarmos as expressões de pertença e ligação cultural entre os portugueses de Hamburgo, procedemos a observação participante e conversas informais, realizadas sobretudo, mas não exclusivamente, nos espaços semipúblicos (associações e clubes desportivos de emigrantes) e públicos (restaurantes, bares) onde os portugueses se congregam. Os símbolos e ícones das equipas de futebol portuguesas e da seleção nacional estavam presentes em todos estes espaços, assim como o futebol português nos ecrãs televisivos. Setenta e quatro portugueses residentes em várias localidades do Norte da ­Alemanha, incluindo Hamburgo, com idades compreendidas entre os 18 e os 76 anos, participaram num questionário que foi administrado mediante entrevistas diretas semiestruturadas, permitindo-se desse modo aos participantes escolherem e desenvolverem tópicos do seu próprio interesse. Em termos globais, os nossos entrevistados revelaram uma ligação relativamente forte aos seus ambientes locais, nos quais se encontravam bem integrados, manifestando ao mesmo tempo um igualmente forte sentido de pertença nacional a Portugal. Este facto assumia particular relevância quando as questões de ligação e pertença eram abordadas através da lente do futebol, nas vertentes do consumo, da prática recreativa e da identificação com o mesmo. Quanto a esta última, todos os inquiridos sem exceção declararam apoiar a seleção nacional portuguesa durante o Euro 2008, e dois terços deles acreditavam até que ­Portugal chegaria à final. Ao mesmo tempo, nove em cada dez destes dedicados adeptos referiram como “apoio secundário” uma outra seleção nacional (no caso de Portugal não conseguir chegar à final), reunindo a Alemanha a maior parte das preferências, seguida pela seleção espanhola. Uma esmagadora maioria dos nossos entrevistados de ambos os sexos (89%) era também adepta de um clube português (com o S. L. Benfica e o F. C. Porto à cabeça), com mais homens do que mulheres a referirem adicionalmente um clube desportivo ­alemão (66%).
    Instituições portuguesas como a Secretaria do Estado das Comunidades ou o Instituto Camões têm exprimido preocupação relativamente a três tendências: a perda de interesse dos jovens luso-descendentes em participarem nas associações portuguesas emigrantes / locais, o decréscimo de competências linguísticas em português entre esses mesmos jovens, e o facto de 95% dos emigrantes não exercerem o seu direito de voto nos atos eleitorais. Baseado nestas informações e em experiências de campo anteriores a este projeto, o nosso estudo teve início em novembro de 2007 com a seguinte hipótese: além do declínio das competências linguísticas em português e da participação em associações portuguesas, muitos dos elementos que moldavam as conceções migrantes de cultura portuguesa nos contextos diaspóricos – tais como o folclore, o fado, o catolicismo, o interesse pelo património português, etc. – estão hoje a perder importância, pelo menos entre os jovens luso-descendentes, ao passo que a identificação com o futebol português, bem como o consumo e a prática recreativa desta modalidade desportiva parecem manter-se estáveis ou estar até a ganhar maior importância. De facto, os resultados da nossa pesquisa sugerem que a identificação com o futebol português e o consumo dos respetivos eventos mediatizados proporcionam um espaço privilegiado para performances de pertença e cultura (popular) portuguesa.Como é que os emigrantes exprimem em público o seu alegado sentido de pertença a Portugal? Será que o interesse aparentemente forte pelo futebol português implica um ato deliberado de demarcação de fronteiras que assinala limites à medida em que os emigrantes procuram integrar-se no seu novo ambiente, representando assim um ato de desejada segregação(https://journals.openedition.org/etnografica/1412)
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.