Da CPLP à Comunidade Lusófona: o futuro da lusofonia

Segue uma dissertação que traz alguma luz sobre o projecto CPLP.
https://journals.openedition.org/ras/1212?lang=en

Contudo este e obviamente um tema deveras controverso! Controverso porque nao existe vontade politica numa união entre povos e países.
Não esqueçamos que Moçambique e Angola tinham um índice de desenvolvimento maior que o de Portugal Continental e regrediram 100 anos, nada construíram e destruíram quase tudo que de bom havia a favor dos interesses dos senhores governantes... Como diz Putin, Africa não passa de um cemitério para os Africanos, porque não conseguem desenvolver países com um potencial imensuravel...
Existe uma ligação entre povos, um carinho, que vejo, como nascido em Portugal, em Moçambique, Cabo Verde e Angola para com Portugal.
Juntos poderíamos ser um bloco mundial. Mas, como moçambicano, se continuarmos com o alibi da descolonização 50 anos depois, somos ridículos.
Sou um verdadeiro filho da Lusofonia, não me sinto Português, nem Moçambicano, nem Angolano. Amo de coração estes povos e países, mas a CPLP podia fazer mais e melhor!!

Comentários

  • Eu não consigo levar as organizações da lusofonia a sério, na minha perspectiva nem para que servem! Falam muito mas nem pouco fazem, fazem nada e dá aquele ar que são apenas mais um tacho para meia dúzia de oportunistas, vigaristas, meninos e meninas de “tacho“. A CPLP não é para a lusofonia, é para indivíduos priveligiados que fazem regras sem consultar os povos lusófonos, nem tão pouco sondagens ou nada que dê ás pessoas a oportunidade de participar. É para esquecer a CPLP, está na altura de um renascimento da verdadeira lusofonia sem políticas nem tachos, uma coisa honesta para servir a lusofonia, não meia dúzia de oportunistas a mamar dinheiro dos governos! E se a CPLP é o foco do meu desabafo, há pior, vejam a ”diáspora portuguesa”, essa para nada serve além de dar prestígio(e provavelmente fundos do estado a meia dúzia de pessoas!

Entre ou Registre-se para fazer um comentário.